O caráter inovador desta proposta é marcado por uma abordagem multidisciplinar que articula as várias áreas de conhecimento e assegura uma convergência de objetivos frente à complexa tarefa de avaliação das políticas públicas.

Sua estrutura curricular conta com disciplinas obrigatórias - Núcleo Básico - que enfatizam os aspectos teórico-metodológicos em suas ementas, assim como o aspecto prático das áreas de conhecimento envolvidas. Agrega-se a esse núcleo um terceiro conjunto de disciplinas - Núcleo Setorial - destinado a aprofundar o conhecimento dos alunos tanto em disciplinas de natureza básica e instrumental como, também, naquelas referidas às áreas específicas de atuação setorial nas quais esses profissionais concentrarão seus respectivos trabalhos discentes finais. A escolha das disciplinas deste núcleo deve ser feita de acordo com o objeto da pesquisa a ser desenvolvida pelo aluno no trabalho final e em consonância com a sugestão/linha de pesquisa de seu orientador.

No Núcleo Setorial são oferecidas disciplinas cujos conteúdos dizem respeito a cada área específica, aos interesses particulares relacionados ao trabalho final, às dificuldades dos alunos e às disciplinas de aprofundamento. As disciplinas deste núcleo recebem a denominação de Tópicos Especiais e dizem respeito a conteúdos relativos à temática específica da política setorial em análise. Visam a atender às necessidades de cada aluno, tanto na fase de qualificação do projeto quanto no trabalho de campo relativamente aos aspectos teórico-metodológicos, bem como nos conteúdos relacionados ao trabalho final.

Quanto à avaliação, em todo o decorrer do Curso é especialmente valorizada a qualidade da produção científica e técnico-profissional decorrente de atividades de pesquisa, extensão e serviços realizados.Tal como nos cursos de mestrado acadêmicos, há também a exigência de apresentação de trabalho final em que o aluno demonstre domínio do objeto de estudo e aplique os conhecimentos teórico-metodológicos desenvolvidos e aprofundados no decorrer do Curso. O trabalho discente final pode apresentar-se na forma de dissertação, desenvolvimento de instrumentos, equipamentos, protótipos, tecnologias ou outros de acordo com a natureza do Curso.

 

  • Público-Alvo

O curso se destina, prioritariamente, a profissionais técnicos, investigadores e docentes envolvidos, no seu cotidiano, com a problemática das políticas públicas nos diferentes âmbitos: elaboração, gestão, implementação, controle e avaliação.

 

  • Número de Vagas

O Curso oferece, anualmente, 25 vagas que são financiadas por instituições conveniadas. Destas, 20 são destinadas aos técnicos destas instituições e as outras 5 são disponibilizadas para profissionais oriundos de outras instituições não conveniadas ou profissionais liberais que atuam na área de políticas públicas.